Cinco dicas para a dieta

Nat alimentos cinco dicas para a dieta - temperos

Muitas pessoas optam pela carne de frango não porque amam, mas pela sobrevivência de sua dieta. Esta é uma proteína magra e muito saudável, por isso é a queridinha dos nutricionistas. Mas você não precisa cair na rotina e ficar de saco cheio do frango grelhado. Existem mil opções para rechear a sua mesa, que definitivamente vão fazer você se apaixonar por este prato.

Se a sua pegada é essa, veja abaixo cinco dicas que a Roberta Pacheco, do site Frango e Batata Doce compartilhou:

1- Sempre tenha em mente o objetivo da sua dieta

Seja para ganhar massa magra, perder gordura, manter seu peso, você deve compreender as estratégias da dieta escolhidas para você, e o porquê de cada refeição que você está fazendo. Isso ajuda no momento em que você quiser variar, pois saberá escolher corretamente uma variação, não pelas calorias, mas sim pelos macros e benefícios que aquele alimento específico representa.

2- Saiba dividir sua dieta em macros

É muito importante saber o quanto de carboidratos, proteínas, gorduras e fibras você vai estar ingerindo em cada refeição. Isso é muito simples, existem várias tabelas feitas por universidades como por exemplo a da USP, onde você pode buscar pelos alimentos da sua dieta e ver todas as informações nutricionais dele. Se houver mais de um, basta somá-los. E se aquela porção não for a sua, use a famosa regra de 3! Sim, a própria. E não esqueça que saber o índice glicêmico dos alimentos também é fundamental!

3- Busque fazer substituições

Uma vez que você sabe os macros das suas refeições, você poderá fazer substituições inteligentes e variar sua dieta. Não vale trocar um carboidrato complexo de baixo índice glicêmico, como a aveia por exemplo, por outro simples com um alto índice, como um pão branco apenas porque ambos são fonte de carboidrato. Para as proteínas, por exemplo, temos diversas opções de proteínas magras que vão desde peixes e frangos até cortes magros de carne. Fontes de carboidratos complexos têm abóbora, batata-doce, mandioquinha, inhame, mandioca, arroz e massas integrais.

4- Use temperos

Temperos são a chave para deixar a sua comida mais gostosa. Às vezes alguns legumes e verduras podem não ser nada apetitosos, mas se você temperá-los corretamente, a comida ganha um novo sabor. Além disso, eles podem substituir o sal, como já comentamos aqui no blog. Sempre tenha  temperinhos secos em casa, como por exemplo orégano, manjericão, alecrim, estragão, pimentas, lemon pepper, sálvia, aneto, canela, cravo e por aí vai. Fora que se a refeição da dieta permitir gordura, um azeite cai muito bem, e você ainda pode utilizar azeites aromatizados.

5- Prepare de formas diferentes

Não é porque você deve comer batata doce – que no caso é uma das hortaliças desta estação – em uma refeição que você tem que comê-la sempre do mesmo jeito. Você pode fazer assada, cozida, cozida e depois salteada, no microondas, chips… Doce, com um pouco de adoçante e canela, ou então salgada com sal e alecrim. Saiba que sempre vão ter diversos modos de preparo, e isso é fundamental para acabar com a monotonia das dietas de sempre comer a mesma coisa!

Bora colocar essa criatividade em dia?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s