É dia de feira(nte)

Nat alimentos Dia do Feirante

“Moça bonita não paga, mas também não leva”. Se você já ouviu essa frase – não necessariamente gritada para você – provavelmente já esteve em alguma feira antes. Este é o típico lugar que só de colocarmos o pé já somos envolvidos por uma energia muito boa. A feira pode, inclusive, ser descrita como um momento de lazer, ou válvula de escape da rotina.

Mas ela não seria nada sem os seus feirantes, os personagens que mais do que alimento, dão alegria para sua freguesia. Ir à feira é muito mais do que encher a geladeira e fazer uma boquinha, é um programa, um momento de descontração e um contato com o campo em plena cidade.

E é por isso que nesta semana comemorou-se 100 anos do Dia do Feirante. Tudo começou em um 25 de agosto de 1914, no Largo General Osório, em São Paulo, quando realizava-se a primeira feira livre do país. A partir do Ato 625, o prefeito da capital paulista, Washington Luis, oficializou e implantou as feiras livres em todo o Brasil. Hoje em dia elas são administradas através da Lei nº492/84.

Mas de onde surgiu essa ideia tão atraente para o público? Simples, os produtores se reuniram nas ruas para vender – por um preço mais em conta – o que não haviam conseguido negociar com restaurantes e mercearias. Sorte a nossa!

Então, se você ouvir pelas ruas um “gostoso não é? Pode experimentar outra vez”, “aqui é barato, o marido da barata” ou ainda “pega no melão que aqui ele tá bom”, não se acanhe, pelo contrário, deixe esta curiosidade invadir seu dia e encare a feira livre do mesmo jeito que ela encara você: de braços abertos!

Algumas dicas de amigo:

1- Se o feirante pedir para você desmanchar 10, é para saber se tem trocado (trocar uma nota de R$ 10 por valores menores);

2- Se suspeitar que ele chamou você de Zezé, não, ele não achou você parecido com o Zezé de Camargo, é mais para um freguês que aperta as frutas e não leva;

3- E se ele chamar você de pirangueiro não se ofenda, você gosta de pechinchar, admita!

Ah, e não esqueça de levar algumas sacolas de tecido para carregar as compras.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s